Vicente Machado ganha novo bar com alma de moda e boemia / Arad Tailor Bar


por Carmela Scarpi

 

Estava acostumada a entrar pela porta mais à esquerda. Por isso fiquei parada ali enquanto um segurança confuso me olhava de novo indicando a entrada por aquele portão que nunca tinha visto aberto.

 

“Nome na lista?” “Sim, Carmela Scarpi”. “Pode entrar”.

 

É interessante conseguir ter uma nova perspectiva de algo já conhecido. E foi isso que Roberto Arad nos proporcionou no domingo (6) durante o soft opening do seu novo empreendimento: a Arad Tailor Bar.

 

Casa aconchegante que antes abrigava uma marca de roupas masculina curitibana, hoje dá lugar a uma bar que não quer perder suas raízes na moda. Começando pelo quintal, nunca antes explorado pela minha pessoa, temos um ambiente convidativo se considerarmos aquele Sol típico daqui que esquenta mais ou menos. Por ali você encontra chopp servido por gente sorridente e uma pick up tocando aquelas músicas que não deixam seus pés parados.

 

 

Roberto me convida para entrar e logo explica que a mesa de corte agora é um balcão para servir cachorro-quente. “Mas cachorro-quente de verdade. Com linguiça suína de verdade”, argumenta. As receitas, criadas por ele, levam o nome de Yohgi e Bogner, uma homenagem aos designers Willy Bogner e Yohji Yamamoto. O objetivo é ser um lugar agradável, com opções de cachorro-quente e chopp para quem quer curtir um domingo com boa música. “Planejamos incluir uma opção vegana também. E a intenção é ter várias torneiras com uns 15 chopps artesanais, diferentes”, releva.

 

Mais adentro, uma antiga sala de produção e costura recebe folhas e mais folhas de modelagem como papel de parede. Os que olharem para cima encontrarão bustos, máquinas, rolos de fio e cortes que ajudam a decorar o espaço. O ambiente onde era a antiga loja permanece. Os manequins de entrada perdem a cabeça (eles um dia tiveram? não lembro) para dar lugar a globos ao melhor estilo era disco. Uma comunhão perfeita da proposta antiga com a nova.

 

 

Roberto Arad, revelou há poucos meses o fechamento da loja que mantinha no mesmo endereço por anos. Uma necessidade de mudança o moveu para algo novo, longe, mas nem tanto, da moda. De Arad Tailored Jeans herdamos o nome. A Arad Tailor Bar, por enquanto, fará festas aos domingos. “Nunca fiz isso, quero testar antes”, comenta. Das 16hs às 22hs será possível aproveitar todo o ambiente pelo valor inteiro de R$ 30,00 e meia R$ 15,00 (é preciso se inscrever na lista que eles liberam na página).

 

“Mas é um espaço em construção”, define. Aos poucos um dos objetivos para o bar, inspirado em locais que Roberto pesquisou em Berlim, é abrir também aos sábados, conforme a demanda.

 

Agora sim, a saída. Aquele porta, velha conhecida, permanece ali para os que deixam a Av. Vicente Machado, 664. 

 

Previous Uma porção de estilo, sem padrões, por favor
Next 5 marcas de sapato para seguir no Instagram e se apaixonar

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *