Alta-costura de Paris - noivas

even_more_noivas_paris.jpg

Como de costume, mais uma semana de alta-costura acaba e os sites correm para falar sobre as noivas e inspirações das grandes Maisons. E não poderia ser diferente, uma vez que boa parte da influência no mundo da moda e tendências decorre destes grandes eventos.

 

Dos desfiles de inverno 2015 retiramos não só os modelos de consumo instantâneo, como pequenos detalhes que podem se transformar até chegarem às prateleiras e ateliers.

 

E, para ajudar as noivas que já estão pensando na confecção dos seus vestidos, categorizamos os modelos apresentados, que servirião de inspiração conforme o estilo.

 

Serão três tipos, escolha o seu e divirta-se:

 

Minimalistas:

 

Da célebre frase “menos é mais”, os estilistas retiraram inspiração para alguns modelos dessa temporada. Os vestidos minimalistas estavam na passarela para mostrar que formas, recorte e um bom acessório podem ser as melhores opções. Para aquelas que não gostam muito de bordados extravagantes e aplicações de rendas, essas opções podem ajudar muito na hora de ser elegante e diferente.

 

Dior e Valentino apostaram tudo na modelagem impecável e recortes marcantes, como trabalhos de contraposições, a arte e beleza estavam na ausência. Alexandre Vauthier, também traz essa aposta num vestido de festa nude, mas que poderia vestir uma noiva sem mudança alguma, valendo, aqui, colocar que o branco já esta com os dias contados como símbolo dos trajes de casamento. Giambattista Valli soma aos recortes os acessórios que dão um toque a mais.

 

Dior - Paris para noivas

 

Valentino - Paris para noivas

 

Valentino - Paris para noivas

 

Alexandre Vauthier - Paris para noivas

 

Giambattista Valli - Paris para noivas

 

Descolados:

 

Não que os vestidos minimalistas não representem uma vanguarda no mundo dos casamentos, pelo contrário, mas nem todo mundo está disposto abrir mão de absolutamente tudo. E, mesmo com bordados, aplicação, rendas e transparências mais comuns, a combinação pode mostrar outra perspectiva para as noivas que querem sair do óbvio. Foram estes os modelos desfilados pelos estilistas aqui debaixo. Chanel, para variar, nos dá uma aula sobre como se pode inovar. Com a noiva, propriamente, num traje para gestantes, outros modelos em cor branca foram apresentados e poderiam facilmente ser utilizados em celebrações mais modernas e ousadas - com bordados em contraste, no dourado, ou modelos curtos para quem quiser uma cerimônia mais discreta, sem perder o requinte da “noiva”. Ulyana Sergeenko e Alexis Mabile trazem versões extravagantes e, novamente, Alexandre Vauthier vem com uma opção que poderia ser usada em cerimônias mais simples (claro, algumas adaptações de decote e comprimento podem ser ajustadas).

 

Chanel - Paris para noivas

 

Chanel - Paris para noivas

 

Chanel - Paris para noivas

 

Ulyana Sergeenko e Alexis Mabile - Paris para noivas

 

Alexandre Vauthier - Paris para noivas

 

Tradicionais:

 

Claro que, para aquelas que não gostam muito de inovar teremos sempre Elie Saab que, agarrado à sua fórmula de sucesso, apresenta algumas variações entre as temporadas, mas sempre com aquela característica inconfundível. Aqui o romantismo fala mais alto e os contos de fadas não são o limite. São bordados, rendas, transparências, tudo junto para construir o que chamam de vestido de princesa. Giambattista Valli também vem com um modelo mais convencional, muito embora a aplicação de outra cor seja um destaque (vale lembrar que o vestido não foi desfilado como noiva propriamente).  Junto no time, tivemos Zuhair Murad também bem clássico com seu toque padrão de sensualidade. 

 

Elie Saab - Paris para noivas

 

Elie Saab - Paris para noivas

 

Elie Saab - Paris para noivas

 

Zuhair Murad - Paris para noivas

 

Giambattista Valli - Paris para noivas

 

newsletter >
Scroll to top