Figurino é ator coadjuvante nas peças da mostra do Festival de Teatro 2019


O Festival de Teatro começa hoje (26) pela capital e, além claro dos espetáculos, atores, diretores e artistas; os figurinos representam a supra comunicação de identificação que pode se estabelecer de forma objetiva ou subjetiva.

Em vários títulos em cartaz essa ligação cênica com o público por meio das roupas e adereços é um elo forte. Um destaque vai para o musical “O Frenético Dancin Days” dirigido por Deborah Colker. Dias 02 e 03 abril (às 21 horas no Guairão) os espectadores conhecem a história da icônica Frenetic Dancing´Days Discotheque, do efervescente Rio de Janeiro nos anos 70 pelo texto de Nelson Motta. Ambientar a apresentação foi trabalho do estilista estreante Fernando Cozendey, que remonta todo o brilho da década de 70 e do movimento Disco.

foto (divulgação/ Leo Aversa)

Outro destaque vai para “PI – Panorâmica Insana”, da premiada diretora Bia Lessa. Na peça, que chega aos palcos dias 30 e 31 de março, os atores colocam uma lente de aumento sobre a sociedade contemporânea e discutem temas como indivíduo, civilização, sexualidade, política, violência, nação, miséria, riqueza, gênero e desejo. São usadas 200 peças de roupas, que os atores Leandra Leal, Claudia Abreu, Rodrigo Pandolfo e Luiz Henrique Nogueira trocam de acordo com a trama e suas personagens. Pensadas pelo figurinista, Sylvie Leblanc, outras 11 mil roupas compõem o figurino e estão espalhadas pelo palco. Para organizar o volume de material, cada peça recebe um chip para que contrarregras consigam buscar e organizar o volume de material a tempo para a próxima apresentação.

foto (divulgação/ João Caldas)

Estes são apenas alguns exemplos da Mostra principal, mas toda a programação e detalhes do Festival de Teatro você acompanha pelo site: http://festivaldecuritiba.com.br/

foto de capa divulgação/ João Caldas

Previous O lixo é ponto de partida para redefinir a lucratividade da moda no futuro
Next A próxima tendência na moda sustentável será a agricultura regenerativa

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *