capa_filho_eterno.png

"O Filho Eterno", filme sobre livro de C

O FILHO ETERNO terá sua estreia mundial durante a Première Brasil do Festival do Rio 2016, que acontece entre os dias 6 e 16 de outubro. O filme concorre ao Troféu Redentor, na mostra competitiva de Ficção.   Baseado no premiado livro homônimo de Cristóvão Tezza, e produzido por Rodrigo Teixeira, a emocionante história do pai que precisa aceitar que o filho possui Síndrome de Down, chega aos cinemas em coprodução com a Globo F

capa_soma_rifas.png

Artistas paranaenses rifam obras a R$10

Numa tentativa de driblar a falta de incentivo financeiro que assola o museu do Solar do Barão em Curitiba, Eduardo Amato e Maya Weishof, criaram uma campanha com suas próprias obras para dar continuidade à oportunidade de expor em um espaço histórico, hoje mantido pela Fundação Cultural de Curitiba.    Artistas emergentes da cena curitibana, eles não querem deixar que barreiras burocráticas se interponham à realização da mostra.

CAPA_paola.png

ENTREVISTA POWER PAOLA

por Lizi Sue   Paola Gaviria, cartunista latinoamericana conhecida como Power Paola, nasceu no Equador e foi criada na Colômbia, hoje transita pelo mundo preenchendo cadernos onde conta suas histórias por meio de seu traço sensível e preciso. Aproveitamos sua passagem pela Bienal de quadrinhos de Curitiba para fazer algumas perguntas sobre seu trabalho e o universo dos quadrinhos.   Vai fazer quase um ano que seu primeiro li

Capa_Bienal.png

AGENDA LITERÁRIA: SETEMBRO 2016

No segundo semestre, Curitiba pega o embalo do Litercultura e não para mais ? é bom você se organizar para não perder nadica, porque setembro tá que tá.   05/09 a 12/12 -  Grupo de Estudos Feministas Capitu Toda segunda-feira, das 19h às 21h, acontece o Grupo de Estudos Feministas Capitu na Escola de Escrita. Não é uma aula, não é uma oficina, é um grupo de estudos horizontalíssimo e sem restrição de gênero, que debate textos

Capa_Litercultura.png

Litercultura, uma forma de resistência

por Monique Portela   Idealizado por Manoela Leão, o Festival Literário Litercultura já carrega de berço a resistência mulheril. Na cerimônia de abertura do dia 26, a poesia feminina (e feminista) ocupou seu espaço: pudemos ouvir representantes do Coletivo Marianas, grupo curitibano de mulheres escritoras, símbolo da sororidade feminina na literatura da cidade. Outras mulheres, como Estrela Leminski e Leonarda Glück, também subira

newsletter >
Scroll to top