Atelier de Curitiba recebe mostra de Nair Kremer e lança microcoleção com a artista

capa_nairkremer_reptilia.jpg

imagem reprodução

 

A partir do dia 13 de maio, o Atelier Reptilia acolhe a exibição de obras do acervo da artista Nair Kremer, que homenageiam a escritora Clarice Lispector. A exposição é uma das atividades paralelas à mostra "Preciso de Todos", que permanecerá no Museu Oscar Niemeyer até 22 de junho.

 

Lá pela Coronel Dulcídio, 540 - logo atrás do jardim, as obras ficam até 08 de junho, junto uma microcoleção especial criada em parceria entre artista e marca. Com cerca de 40 anos de produção, Nair expõe diferentes frentes de sua vasta obra em vários formatos e lugares, nos próximos meses, pela cidade de Curitiba-PR.

 

A Reptilia foi escolhida como ambiente para acolher suas homenagens à escritora pela relação mais intimista do local. "Eu acho que o espaço é delicado para receber a Clarice. A exposição vai dialogar com o ambiente: aconchegante, mais afetivo", conta Nair.

 

 

O interesse por Clarice surgiu de forma visceral por meio de seu primeiro contato com a escrita da autora, quando estava grávida de seu primeiro filho. Sua primeira homenagem, em 1986 na galeria da Unicamp, trouxe também uma grande força para a artista, quando Berta Waldman comparou, em texto sobre a mostra, o seu processo criativo com o de Clarice. "E realmente é muito parecido", comenta a Nair.

 

mapa de um roteiro:

A inauguração na Reptilia marca também o início das demais atividades paralelas que acontecerão dentro mostra de Nair Kremer. Grupos locais, como SOMA e Sublime-Ação,  realizarão intervenções pela cidade e o mapa com o roteiro das atividades será disponibilizado durante a inauguração na Reptilia.

 

Serviço:

Inauguração de atividades paralelas - Nair Kremer

Data: 13/05, das 14h às 18h.

Local: Ateleir Reptilia - Rua Cel. Dulcídio, 540 - atravesse o jardim

Entrada gratuita

 

foto reprodução

 

Sobre a artista:

Nair Kremer é artista plástica, arte-educadora e arte terapeuta. Começou seu trabalho artístico de forma autodidata para então completar estudos formais na The Art Teachers Training College, em Israel, entre 1978 a 1982. Ela é responsável por implantar oficinas de Arte nas instituições "'Casa do Zezinho" e "Projeto Anchieta" e também pela publicação do livro "Deslocamentos: Experiências de Arte-educação na periferia de São Paulo", em 2003. Além de participar de inúmeras exposições individuais e coletivas, nacional e internacionalmente, Nair Kremer foi premiada com Grande Medalha de Ouro do Salão Bunkyo e bolsa da Fundação Vitae.

 

Seus trabalhos fazem parte dos acervos do Museu de Arte das Américas (Washington DC/EUA), MASP (SP/BR), Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museus Tefen-Israel, Museu Ein Harod (Israel), Universidade de Nova York (EUA), entre outros. Atualmente, mora e trabalha em Curitiba/PR.

newsletter >
Scroll to top